Buscar
  • Vereador Pedro Kawai

'Ser síndico é gerir o bem-estar da coletividade', diz homenageado

Solenidade em comemoração ao Dia do Síndico reconheceu a atuação de seis mulheres e quatro homens que desempenham a função.


Os desafios encarados pelos síndicos —semelhantes aos de quem, numa escala maior, governa uma cidade— foram lembrados nas falas do consultor de negócios Francisco Martins de Almeida Rollo, há dois anos na função, e do vereador Pedro Kawai (PSDB), autor da solenidade que homenageou a categoria, na noite desta quarta-feira (8).


A cerimônia, realizada no salão nobre da Câmara, reconheceu a atuação de seis mulheres e quatro homens pelo Dia do Síndico. Francisco, responsável por cuidar do dia a dia do Edifício Venezia, na Vila Monteiro, foi um dos homenageados. "Ser síndico é gerir o bem-estar da coletividade, respeitando as desejos individuais e o momento de cada pessoa, sem nunca perder o foco da segurança e do bem-estar de todos, mesmo em momentos complexos, como a pandemia que estamos atravessando", afirmou, ao falar em nome dos homenageados.





O consultor de negócios assumiu em 2020 a atribuição de zelar pelo prédio de 12 apartamentos onde reside. "Apesar de ser novo na função em comparação aos colegas aqui presentes, acredito que todos os síndicos têm uma ambição em comum: melhorar o ambiente condominial e fazer com que o convívio seja leve, justo e adequado, buscando valorizar, cuidar e gerir o bem do próximo da melhor forma possível e adequar sempre o todo com as vontades individuais, para que a coletividade se sinta feliz, satisfeita, segura e orgulhosa de morar onde mora."


Para Francisco, exercer a função "não é um trabalho fácil, porém é recompensador". "Lembro-me de forma muito vívida do momento em que assumi o condomínio que administro e do momento em que as preocupações surgiram, me fazendo perguntar se era aquilo mesmo que eu queria, se iria conseguir ou se valeria a pena todo o trabalho que viria pela frente. E, assim como eu, acredito que todos os colegas responderiam a mesma coisa: Sim, essa dedicação vale a pena."


"Além da recompensa de ver a melhoria no seu imóvel, no imóvel do próximo que confiou a você a gestão e na microssociedade ali presente, acredito que há uma grande recompensa na evolução e superação dos desafios que a sindicatura coloca no nosso caminho, fazendo nós, síndicos, nos superarmos cada vez mais em diversas áreas de nossas vidas", completou o homenageado.


Francisco observou, ainda, a necessidade de manter-se atualizado que o exercício da função impõe. "A vida como síndico é um aprendizado constante, seja na administração ou lidando com o público e funcionários, sempre sendo surpreendido com lições que aprendemos na vida profissional e trazemos para nossa vida pessoal. É estar sempre antenado às novidades e aberto a novas mudanças que normalmente ocorrem em um ritmo tão rápido que, quando achamos que finalmente dominamos algo, percebemos que era somente uma porta de entrada de um universo que se expande e se atualiza a todo momento."


Pedro Kawai comentou sobre a responsabilidade do síndico em administrar conjuntos de moradores que chegam a ser maiores que a população de vários municípios paulistas. Ele apontou as semelhanças da função às de um vereador, ao intermediarem saídas para problemas que as pessoas lhes trazem, mas ponderou que, por lhe ser atribuído o papel de executar essas soluções, o síndico acaba agindo como o "prefeito" de uma localidade.


"Vim preparado para dizer que os síndicos seriam como nós, vereadores: um cargo tão importante quanto ser vereador. Mas fui alertado de que o síndico tem uma responsabilidade um pouquinho maior que a de vereador: nós a comparamos, e é a pura verdade, à do prefeito: eleito, passa pelo crivo do voto —que sabemos o quanto é difícil— e tem que ter noção de meio ambiente, saneamento, construção civil, mobilidade urbana...", exemplificou Pedro Kawai.


"Tem condomínio que é muito maior do que muitas cidades do interior de São Paulo, com muito mais problemas, e condomínios menores que têm problemas de infraestrutura maiores que o de uma cidade inteira. Por outro lado, graças a vocês, há harmonia, porque conseguem, com inteligência, dedicação e delicadeza, conduzir essas 'minicidades'", completou o vereador.


O autor da solenidade destacou o valor do reconhecimento à categoria. "Temos de respeitar e lembrar a importância do síndico, porque ele é a pessoa que cuida do bem do próximo e tem que dar segurança e qualidade de vida. Estamos aqui, hoje, reconhecendo a dedicação e o comprometimento de todos vocês, as noites sem dormir, os fins de semana em que são chamados para resolver problemas dos outros. Ser bom profissional é obrigação; agora, ocupar esse espaço e ser escolhido por seus pares como referência é para poucos."


Além de Francisco, foram homenageados os síndicos Augusto Teixeira, Aparecida de Cássia Gelinski Ramos, Eliete de Moraes, Julio Cesar dos Santos, Nereide Maria Prezzutto, Roseli de Abreu Araújo, Sueli Regina Ferrazzo, Thaís Petrocelli Radicchi e Walter Speratti.


Cecília Regina Alves Correia explicou que a Asscoper (Associação dos Condomínios Residenciais e Comerciais de Piracicaba), da qual é presidente, solicitou a dez administradoras que indicassem os síndicos que foram homenageados na solenidade. A oportunidade aberta para que as próprias administradoras apontassem os nomes, explicou Cecília, deveu-se ao fato de que "são elas que mantêm contato direto com os síndicos". "E os critérios foram os mais diversos: uma optou pelo síndico que trata melhor a equipe; outra, aquele que se destacou na pandemia; outra, o síndico mais velho na gestão", comentou, ao elogiar os aspectos levados em conta para a homenagem.


Também compuseram mesa na solenidade o coordenador de condomínios da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) de Piracicaba, Leandro Henrique Bossonario, o presidente do Centro de Documentação, Cultura e Política Negra de Piracicaba, Agnaldo Benedito de Oliveira, e a coordenadora do Cerest (Centro de Referência em Saúde do Trabalhador), Clarice Aparecida Bragantini.


Texto, foto e video: Câmara de Piracicaba



96 visualizações0 comentário