Buscar
  • Vereador Pedro Kawai

Projeto de inclusão do Sindban ganha Voto de Congratulações

Proposta que garantiu a inclusão de bancários também beneficiou a população



O vereador Pedro Kawai (PSDB) entregou na manhã desta sexta-feira (30) o Voto de Congratulações 142/2021 à diretoria do Sindicato dos Bancários de Piracicaba e Região (Sindban), que criou e implantou o projeto “Bancário Eficiente”, responsável pelo diagnóstico e busca de soluções para a inclusão de pessoas com deficiência ao ambiente de trabalho nas agências bancárias. Na ocasião, o Sindban fez uma homenagem ao vereador que recentemente perdeu seu pai, destacando os trabalhos sociais ao longa da trajetória de Naoki Kawai.


Durante a entrega do voto de congratulações, a entidade fez uma rápida apresentação do projeto e suas conquistas ao longo dos últimos anos. Pelo Sindban, o presidente José Antonio Fernandes Paiva agradeceu a propositura e a compartilhou com toda a diretoria, principalmente com Letícia Peres Faria Françoso, diretora responsável pela Secretaria de Assuntos das Pessoas com Deficiência. Foi dela a responsabilidade de criar e implantar o projeto que, num primeiro momento, fez o diagnóstico e buscou soluções de inclusão e acessibilidade nas agências bancárias de Piracicaba com o projeto Bancário Eficiente.

Para Paiva, o projeto teve início em 2015, quando um dos diretores da entidade foi vítima de assalto e ficou tetraplégico: "Naquela época, o Sindban começou a dar assistência ao diretor e percebemos as suas dificuldades de acesso a sua agência. Nasceu, então, o Bancário Eficiente. Após o diagnóstico, começou o trabalho da nossa entidade junto aos diretores dos bancos para que realmente começassem a garantir acessibilidade às agências e melhores condições de trabalho ao bancário com deficiência".


A primeira tarefa do projeto foi o levantamento de dados em 67 agências bancárias. Um deles mostrou que 100% dos 21 trabalhadores com deficiência foram contratados pela Lei de Cotas. Outros dados da pesquisa são alarmantes: apenas 11,94% das agências possuem caixa eletrônico rebaixado para cadeirantes; 23,88% das agências possuem mapa da agência em Braile, indicando onde é o serviço de gerência e de caixa, entre outros; 40,30% das agências possuem caixas eletrônicos com função de áudio em funcionamento e somente 2,99% das agências contam com funcionários, estagiários ou aprendizes que auxiliam os clientes surdos ou com deficiência auditiva com libras.


Diante dos dados, o Sindban começou a cobrar mudanças nas agências bancárias e assinou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), no qual constam as condições e prazos para que as melhorias e adequações sejam atendidas. Anualmente, o sindicato visita regularmente as agências insistindo que os bancos cumpram as leis de acessibilidade. Um dos resultados mais positivos foi no Banco Alfa que, depois do levantamento feito pelo Sindban, adequou toda a sua agência de acordo com a orientações do projeto Bancário Eficiente.


O projeto, por seu ineditismo, chama a atenção do setor bancário e da necessidade de adaptar as agências tanto para atender às necessidades dos bancários como dos clientes, ganhando o apoio do setor como a Federação dos Empregados em Estabelecimentos Bancários dos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul e a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro da CUT (Contraf-CUT) e de outras categorias e setores sociais.


Para o vereador Kawai, "o projeto trouxe um olhar diferenciado para o bancário com deficiência, com melhoria das condições de seu trabalho e redução das barreiras arquitetônicas. Mas, a proposta extrapolou e também conseguiu garantir melhores condições de atendimento para o público, principalmente a pessoa com deficiência, o idoso, as mulheres grávidas. Hoje, em Piracicaba há uma inclusão eficaz nas agências", afirmou.


Na cidade, a partir da implantação do Bancário Eficiente, o Sindicato passa a colaborar mais com o fortalecimento do Conselho Municipal de Proteção dos Direitos e Desenvolvimento da Pessoa Com Deficiência (Comdef) e com a criação do Comitê de Inclusão da Pessoa Com Deficiência no Mercado de Trabalho (Comit).




Texto: Miromar Rosa - MTB 17.063

Supervisão: Rodrigo Alves - MTB 42.583

Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946


6 visualizações0 comentário