Buscar
  • Vereador Pedro Kawai

Prédio do Poupatempo será denominado de "Jairo Ribeiro de Mattos"

Autor da propositura é o vereador Pedro Kawai (PSDB)


Foto: Fabrice Desmonts - MTB 22.946

Foi aprovado o projeto de lei 193/21, em primeira discussão durante a 50ª reunião ordinária da Câmara e em em seguida em segunda discussão na 40ª reunião extraordinária, ambas realizadas nesta segunda-feira (6). O projeto, de autoria do vereador Pedro Kawai (PSDB), que denomina de Jairo Ribeiro de Mattos, prédio sede do Poupatempo Piracicaba, no Bairro Centro.


O homenageado era graduado pela Esalq, onde também foi professor. Foi vereador nos anos de 1973 à 1976 e deputado estadual por três mandatos (1979-1983, 1987-1991 e suplente 1991-1995). Também foi Diretor e Presidente do Lar dos Velhinhos de Piracicaba, criou e desenvolveu a primeira Cidade Geriátrica do Brasil. Jairo Ribeiro de Mattos também foi sócio fundador das emissoras de Rádio Educadora AM e Jovem Pan FM Piracicaba. Faleceu em 12 de julho de 2020, aos 89 anos, deixando seu legado para a cidade.


Pedro Kawai afirmou que com a aprovação do projeto o Legislativo reconhece o legado "uma das mais brilhantes personalidades contemporâneas de Piracicaba, Jairo Ribeiro de Matos. "Fez coisas brilhantes pela cidade, trabalhou sua vida toda a criou o Lar dos Velhinhos. Um cidadão que a vida toda se dedicou à cidade e atendeu a população, assim como o Poupatempo faz. Hoje, a cidade presta essa homenagem a Jairo Ribeiro de Matos. Pessoa carismática, onde ele chegava todos repararam nele, uma pessoa que deixa saudades", concluiu.


Em aparte o vereador Paulo Campos (Podemos) disse que com mais de 80 anos, Jairo Ribeiro de Mattos ainda trabalhava várias horas por dia. "Grande ser humano", disse. Também e aparte Laércio Trevisan Jr (PL) afirmou que teve oportunidade de fazer parte do conselho do Lar dos Velhinhos. "Acompanhei-o em várias obras e via nos olhos dele a felicidade na restauração e entrega da casa do Pedro Morganti, no Monte Alegre, ao mesmo tempo construindo novas casas. Uma personalidade impressionante, uma vitalidade inigualável para o trabalho, vai ser difícil nascer uma pessoa como ele nessa área", destacou.




Texto: Rebeca Paroli Makhoul - MTB 25.992

Supervisão: Rodrigo Alves - MTB 42.583

7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Lembro-me quando, pela primeira vez, trabalhei na Festa das Nações. Tinha 12 anos e, com meu pai e irmã, ajudei na montagem da barraca japonesa. Limpava e servia as mesas e varria o chão. Me sentia im