Buscar
  • Vereador Pedro Kawai

Pedro Kawai defende ampliação da distribuição do “kit de alimentação”

Vereador participou de live do programa Parlamento Aberto



O vereador Pedro Kawai (PSDB), 2º secretário da Câmara, defendeu a ampliação da distribuição do “kit de alimentação”, fornecido pela Prefeitura Municipal, para as 36 mil famílias de alunos que foram beneficiadas com o kit no ano passado. Em 2021, com a suspensão das aulas devido às restrições da fase vermelha do Plano São Paulo, o kit de alimentação será distribuído apenas para as 6 mil famílias com alunos beneficiados pelo Programa Bolsa Família.


Ao participar de live do programa Parlamento Aberto, na tarde desta segunda-feira (22), o vereador informou que alguns vereadores, em conjunto com várias entidades, apelaram para que o prefeito ampliasse a distribuição dos kits para mais famílias. Um ofício, de autoria de Pedro Kawai e Silvia Morares, do Mandato Coletivo A Cidade é Sua (PV), foi enviado ao Executivo. Outros 8 vereadores assinaram o documento que pede que mais crianças sejam beneficiadas com o kit de alimentação.


De acordo com Kawai, o aluno que não é beneficiado pelo Bolsa Família e necessitar do kit terá que entrar em contato com a direção que, juntamente com o Conselho da Escola - formado por profissionais das unidades escolares e pais de alunos, terá a responsabilidade de fazer a triagem. Segundo o vereador, essa triagem irá causar uma sobrecarga nos professores e coordenadores, que não são os profissionais adequados para fazer essa análise. “Isso não pode ser feito por um profissional da educação e sim por um profissional da assistência social, nós vereadores fomos muito taxativos quanto a isso”, disse.


Pedro Kawai destacou que Piracicaba é dividida em sete regiões pelo CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) e tem estrutura para realizar a triagem de alunos que irão receber o kit. Ele citou a situação dos pais de alunos – não beneficiados pelo Bolsa Família, que perderam o emprego durante a pandemia, tiveram a renda reduzida e não podem mais abrir o comércio, como pessoas que devem ser atendidas pelo CRAS e receber o kit de alimentação. “O correto seria que as 36 mil crianças recebessem esse kit, como foi o ano passado”, frisou.


Na live, Pedro Kawai falou sobre o grave momento em que município e o país estão passando devido à pandemia da covid-19. Ao relatar que os funcionários da saúde estão sobrecarregados tanto pela quantidade de trabalho quanto pela falta de profissionais no município, o vereador pediu a colaboração da população para evitar o contágio. Ele destacou a importância de o prefeito Luciano Almeida (DEM) ter uma boa articulação com os governos federal e estadual, para obtenção de recursos, profissionais de saúde e leitos hospitalares.


Em seu terceiro mandato, Kawai, que é filiado ao PSDB, afirmou que sua relação com o Executivo não vai mudar e que vai continuar cobrando ações e informações, no entanto, agora é diferente. “Antigamente eu podia fazer questionamentos e pedidos por meio de um oficio, mas agora é por Indicação, que é um documento público, para ficar claro para população”.


Como exemplo da boa relação entre Legislativo e Executivo, o vereador citou a aprovação da lei que permitiu que Piracicaba aderisse a Consórcio de Vacinas. Antes de o Executivo enviar o projeto de lei à Câmara, Pedro Kawai havia protocolado um projeto idêntico ao do prefeito, porém, deixou que o projeto do Executivo fosse votado, retirando da votação o próprio projeto. “É um bom exemplo de que nós da “dita oposição” não estamos para atrapalhar e sim para ajudar”, declarou.


PARLAMENTO ABERTO – Pedro Kawai é coordenador do grupo de trabalho do Parlamento Aberto. Na live, ele declarou que o Parlamento Aberto é um “orgulho para Casa” e torna o legislativo mais transparente para o Brasil.


Confira a entrevista completa em:

https://www.instagram.com/tv/CMuoIE-jaXj/?igshid=ii1tjspfdgd3



Texto: Daniela Teixeira - MTB 61.891

Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343

Foto: Davi Negri - MTB 20.499

5 visualizações0 comentário