Buscar
  • Vereador Pedro Kawai

"Era para o carnê estar na casa das pessoas", diz vereador sobre IPTU

Atualizado: 18 de mar.

Pedro Kawai (PSDB), em discurso na noite desta segunda-feira (14), criticou atraso na entrega dos carnês de IPTU e falta de investimentos públicos por parte da Prefeitura


Foto: Guilherme Leite - MTB 21.401

Ao discursar na condição de líder de bancada durante a 4ª reunião ordinária da Câmara Municipal de Piracicaba, realizada na noite desta segunda-feira (14), o vereador Pedro Kawai (PSDB) criticou o atraso na entrega dos carnês de IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) aos munícipes: "os carnês do IPTU deveriam ter sido entregues lá atrás, e não agora, no desespero, com dor de barriga, e deixando muita gente sem poder pagar dia 15 [data de vencimento sem acréscimo de juros]. A Prefeitura está devendo, sim… e quem não tem impressora em casa, e quem não tem acesso à internet?", questionou o parlamentar.


Kawai também lembrou a recente majoração da taxa de coleta de lixo (que é cobrada junto ao IPTU), que, apesar de rejeitada pela Câmara em setembro de 2021, foi aplicada em 2022. "Ele [prefeito] 'peitou' e disse: não existe a Câmara, nós vamos cobrar 100% da taxa de lixo, sendo que a prefeitura cobrava só 40% até o ano passado", disse.


O parlamentar também rebateu críticas sobre a aprovação, em 2017, de lei municipal que autoriza a prefeitura desde então a reajustar os valores do IPTU de acordo com o índice anual de inflação. Para Kawai, a medida tomada naquele ano se fez necessária pois, "em 2016, a Prefeitura passava por uma crise financeira muito grande, não tinha dinheiro para investimentos. Tinha menos de 1% de seu orçamento para investimentos, para construções, e o único dos impostos que podia fazer investimento era no IPTU", lembrou.


Segundo o vereador, esses recursos eram importantes, inclusive, para que o Executivo municipal pudesse arcar com as contrapropostas necessárias ao recebimento de emendas parlamentares e outras verbas oriundas de outros entes: "tinham várias emendas parlamentares aprovadas, e Piracicaba precisava ter recursos para dar contrapartida, como, por exemplo, a construção da UPA da Vila Cristina, duas policlínicas, algumas escolas, salas de aulas".


Por fim, Kawai disse que a Prefeitura "está com o caixa bufando de dinheiro e muita coisa para se fazer na cidade", e criticou dizendo que "o governo atual fica olhando para trás".


O discurso do parlamentar pode ser visto no canto superior esquerdo da página.



Texto: Fabio de Lima Alvarez - MTB 88.212

Supervisão: Rodrigo Alves - MTB 42.583


2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Lembro-me quando, pela primeira vez, trabalhei na Festa das Nações. Tinha 12 anos e, com meu pai e irmã, ajudei na montagem da barraca japonesa. Limpava e servia as mesas e varria o chão. Me sentia im