top of page
Buscar
  • Foto do escritorVereador Pedro Kawai

Conselho da Escola do Legislativo debate cronograma de cursos

Na primeira reunião do ano, colegiado definiu alguns dos conteúdos que serão apresentados ao longo de 2023.


O Conselho da Escola do Legislativo se reuniu, na manhã desta sexta-feira, 3, para definir alguns dos cursos que serão realizados durante o ano no espaço. Foi o primeiro encontro do colegiado que define o conteúdo oferecido a partir de parcerias e profissionais cadastrados. São assuntos relacionados a diversos segmentos, que vão desde questões ambientais a saúde pública, em formatos de oficinas, rodas de conversa, entre outros.


Ainda sem datas definidas – já que dependem de agendas com os responsáveis por oferecer os conteúdos –, foram aprovadas a proposta de uma palestra sobre a história do Cemitério da Saudade, oficina relacionada a uso consciente de água e energia em locais públicos, evento sobre a prevenção do câncer colorretal, oficinas sobre a mulher e sobre o Teatro Fórum e uma palestra voltada para destacar o Carnaval de Piracicaba.


Ao longo de quase duas horas, o colegiado debateu a formação dos eventos a partir de critérios de qualidade já estabelecidos pela Escola do Legislativo. “É uma conversa importante que precisamos ter, para podermos oferecer os conteúdos dentro daquilo que se propõe”, destaca o diretor, vereador Pedro Kawai (PSDB).


A vereadora Silvia Morales (PV), do mandato coletivo “A Cidade É Sua”, realizou diversos apontamentos às propostas que foram encaminhadas e defende o espaço esteja aberto aos mais diversos conteúdos. “Mas sempre respeitando, claro, um nível mínimo de qualidade, porque é a nossa responsabilidade junto ao público que participa”, destacou.


Um dos conselheiros da Escola do Legislativo, o professor Josué Adam Lazier destaca o zelo pela qualidade dos cursos. “Sempre procuramos dar preferências às novas propostas, com o intuito de promover um conteúdo diversificado”, disse, ao salientar que é importante, na hora do envio das propostas, os proponentes detalharem as sugestões.


“A nossa preocupação é com um conteúdo coerente e que esteja nos padrões designados pela Escola do Legislativo, se não, a gente perde o mínimo equilíbrio (da qualidade)”, acrescenta a professora Heliani Bertalo, também conselheira. “As propostas precisam estar pautas no argumento e em como elas serão oferecidas”, define.


A população pode acompanhar as inscrições para os cursos oferecidos pela Escola do Legislativo no link disponível no site da Câmara. Todas as atividades são gratuitas. Também integram o Conselho, o coordenador, vereador Josef Borges (Solidaridade) e o servidor Bruno Oliveira.




Texto: Erich Vallim Vicente - MTB 40.337

Supervisão: Rebeca Paroli Makhoul - MTB 25.992

6 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page