Buscar
  • Vereador Pedro Kawai

Conselheiros ratificam programação, avaliam publicações e novos temas

Publicação virtual e impressa das discussões da Escola do Legislativo de Piracicaba, bem como novas temáticas foram avaliadas na reunião mensal do Conselho Escolar






A Escola do Legislativo “Antonio Carlos Danelon – Totó Danelon”, da Câmara Municipal de Piracicaba poderá contar com publicações virtuais, além de estabelecer parcerias com instituições visando a publicação de materiais impressos e por intermédio de outras mídias, no registro das discussões temáticas a que a Escola se pauta, na abordagem da educação para a cidadania, capacitação para agentes políticos, difusão cultural, capacitação e atualização de corpo técnico de servidores e vereadores, bem como em atividades destinadas ao público em geral.


Estas discussões foram referendadas na manhã desta terça-feira (4), às 8 horas, via on line, pela plataforma Zoom, em reunião mensal do Conselho Escolar, na avaliação de programação em andamento, atividades realizadas e projeções de novas demandas, apresentadas por entidades e voluntários que se pautam em contribuir com o fortalecimento da escola.


Na deliberação sobre a pauta do dia, após atualização do quadro de parcerias e avaliação do mês de abril e perspetivas de maio, os conselheiros aprovaram a realização de novas propostas de palestras e cursos, totalizando mais de 20 atividades, a serem desenvolvidas até o final do ano, em diferentes temáticas, em discussões que passam pelo universo do deficiente físico, consciência alimentar, reurbanização, visão social perante as desigualdades sociais em decorrência da pandemia, palestras de prevenção contra o suicídio, sustentabilidade e, foco especial ao meio ambiente, no mês de junho, na possibilidade de parceria entre o poder público, entidades e empresas privadas, no envolvimento de escolares e a população em geral, na Semana do Meio Ambiente, conforme instituído pela Câmara Municipal.


A reunião foi coordenada pela diretora da Escola, vereadora Sílvia Morales (PV), e Pablo Carajol, do Mandato Coletivo A Cidade É Sua. Além da presença dos conselheiros: os professores Heliani Berlatto (Esalq/USP) e Josué Adam Lazier (Unimep). O vereador Pedro Kawai (PSDB), coordenador da Escola. O diretor do Departamento de Documentação e Transparência, Bruno Didoné de Oliveira. E, a jornalista Adriana Ferezin, assessora do vereador Josef Borgues (Solidariedade), que também integra o Conselho Escolar. A Escola do Legislativo foi criada pelo decreto nº 63/2014.


Os conselheiros também destacaram a importância do ciclo de palestras e cursos voltados ao setor cultural, em capacitações frente às exigências da lei Aldir Blanc, na captação de recrusos, que poderá fomentar o universo de artistas em decorrência do perído de pandemia. A consideração é que a própria pandemia aprofundou fragilidades, sendo que a Escola do Legislativo se pautará em atingir as pessoas que mais necessitam e precisam se capacitar.




Texto: Martim Vieira - MTB 21.939

Supervisão de Texto e Fotografia: Valéria Rodrigues - MTB 23.343

6 visualizações0 comentário