Buscar
  • Vereador Pedro Kawai

Consciência não é o suficiente, é preciso agir!




O Dia da Consciência Negra, celebrado em 20 de novembro é uma data que deve servir e reflexão, mas, sobretudo, de estímulo para implementarmos ações efetivas de combate ao racismo e ao preconceito, que insiste em sobreviver, em pleno século 21.


Em Piracicaba, a data se tornou feriado, graças à iniciativa do ex-prefeito José Machado e à sensibilidade de seus sucessores que souberam preservar a importância do feriado, como um sinal de respeito e de reconhecimento do valor que os negros possuem para a nossa história e para o desenvolvimento desta cidade, que pertence a todos e todas.


Esta semana, tive a oportunidade de realizar uma “live”, pelo Instagram, com o presidente do Conselho Municipal de Participação e Desenvolvimento da Comunidade Negra de Piracicaba, Adney Araújo, sobre intolerância racial e as formas de combatê-la. Chamou-me a atenção, o fato de ser muito simples fazer uma denúncia sobre casos de racismo: basta ligar para o 156 e registrar a ocorrência, caso a pessoa não queira, naquele momento, dirigir-se a uma delegacia de polícia.


Simples seria, se não fosse a inoperância da Justiça brasileira, que permanece cega, diante de tantos casos de racismo que são divulgados diariamente pela imprensa: no esporte, em centros comerciais, em concessionárias de veículos, nas salas de aula e nos aplicativos de mensagens, que fazem circular piadas criminosas.


Eu também já senti na pele o desprezo de pessoas, pelo simples fato de ser diferente delas. A propósito, orientais e seus descendentes também são alvos dos que se julgam superiores por não terem nascido com os olhos puxados, com o tom de pele escura, albinos, deficientes, indígenas, gagos, altos, baixos, magros, gordos, cegos, surdos etc.


Sim, somos diferentes! E é exatamente essa diferença que nos torna únicos, que nos permite aprender e a ensinar, e nos impõe a necessidade de evoluir enquanto pessoas. Não temos raça, porque somos da mesma espécie humana. Essa é uma incômoda verdade para alguns e uma extraordinária realidade para muitos que, como eu, apoiam a diversidade, trabalham pela democracia, lutam por justiça social e vivem


Que o legado de Zumbi dos Palmares e de sua companheira Dandara, Martin Luther King Nelson Mandela, entre tantos outros personagens da história pela igualdade racial no mundo, nos sirva de inspiração para que o 20 de novembro seja uma verdade durante os outros 364 dias do ano. Mais do que ter consciência, é preciso ter atitude!


Pedro Kawai é vereador pelo PSDB e membro do Parlamento Regional da Região Metropolitana de Piracicaba

5 visualizações0 comentário