Buscar
  • Vereador Pedro Kawai

Comerciantes reclamam da falta de água na Paulista

Pedido para manutenção na rede foi feito pelo vereador Pedro Kawai (PSDB) que organizou uma reunião em plena rua do Rosário


A escassez de água, um grande problema do bairro Paulista poderá ser amenizada, depois da reunião solicitada pelo vereador Pedro Kawai (PSDB), entre técnicos do Semae (Serviço Municipal de Água e Esgoto), moradores e comerciantes. Na última sexta-feira (23), em plena calçada da rua do Rosário, o assunto foi debatido por cerca de uma hora e resultou no agendamento do serviço de manutenção da rede de abastecimento que serve a região.


Segundo o vereador, o problema vem se agravando nos último anos e a falta de água se tornou constante, causando grande inconveniente aos comerciantes, e mudança na rotina dos moradores. O comerciante Tony Costa, que possui um restaurante em frente ao bolsão de estacionamento da Estação da Paulista, disse que além das restrições da pandemia, passou a ter problemas com a falta de água “nem sempre a água tem força suficiente para encher as caixas”, comentou. Milton Martins, que também possui um restaurante na mesma rua observou que, embora tenha um bom reservatório de água no local, teme que se a situação não se normalizar poderá até perder clientes. “A água é essencial para a sobrevivência do nosso negócio”, desabafou.


Os técnicos do Semae disseram que a cidade cresceu muito nos últimos anos e os reservatórios de água não acompanharam esse crescimento. Segundo eles, a tubulação que serve àquela região é antiga e deverá ser substituída, assim que a autarquia conseguir os recursos para as obras.


Já o vereador Pedro Kawai pediu que pelo menos fosse feita uma limpeza na rede, a fim de aumentar a vazão da água para amenizar o problema. “Enquanto não conseguirmos os recursos necessários para a troca da rede, temos que minimizar o problema”, comentou. Em resposta ao parlamentar, os técnicos do Semae afirmaram que incluirão os perímetros mais críticos, em especial a região de comércio, na agenda de limpeza da tubulação, o que, segundo eles, ajudará, mas não resolverá o problema. A previsão é de que os serviços comecem em cerca de vinte dias.



Texto e foto: Assessoria parlamentar

Supervisão: Rodrigo Alves - MTB 42.583

Revisão: Daniela Teixeira - MTB 61.891

229 visualizações0 comentário