top of page
Buscar
  • Foto do escritorVereador Pedro Kawai

Alunos do Colégio Piracicabano participam do Conheça o Legislativo

Na manhã desta quinta, alunos do primeiro e segundo ano participaram da simulação de uma reunião ordinária, na aprovação de centro aos moradores em situação de rua


Estudantes do primeiro e segundo ano do ensino médio, do Colégio Piracicabano visitaram a Câmara Municipal de Piracicaba na manhã desta quinta-feira (2), através do projeto “Conheça o Legislativo”. O convite foi feito pelo vereador Pedro Kawai (PSDB).


Os alunos conheceram algumas das instalações do prédio principal da Câmara, como o Memorial Prudente de Morais e a galeria de ex-presidentes do Legislativo municipal. Em seguida, foram direcionados ao plenário, onde quatro alunos se sentaram nas cadeiras da Mesa Diretora e outros sete ocuparam os lugares dos demais vereadores no plenário, totalizando 23 parlamentares.


O vereador Pedro Kawai destacou a importância dos alunos conhecer a Casa de Leis. "Só vamos valorizar aquilo que conhecemos", frizou o parlamentar ao falar da valorização política, sendo que tudo o que fazemos na vida é um ato político. Kawai também discorreu sobre o histórico da implantação do Programa Conheça o Legislativo e, lembrou que hoje temos um vereador eleito - Gustavo Pompeo (Avante) - que ainda no período escolar, quando tinha 13 anos participou do Programa Conheça o Legislativo.


Dayane Cristina Soldan, arquivista do Setor de Gestão de Documentação e Arquivo, apresentou aos alunos aspectos históricos da cidade e da Câmara – como a trajetória do município, primeiro como povoado, depois como vila e, por fim, enquanto cidade, explicando a diferença entre as classificações. A servidora apresentou, ainda, o sistema Atom, que abriga o acervo histórico digital da Casa, convidando os adolescentes a acessarem os documentos disponíveis.


Em seguida, Bruno Didoné de Oliveira, servidor do mesmo setor, destrinchou as diferenças entre os três poderes – Executivo, Legislativo e Judiciário – e suas atribuições, bem como a localização espacial dos mesmos em Piracicaba, respectivamente na Prefeitura, Câmara e no Fórum. O servidor exibiu, ainda, imagens dos representantes na esfera municipal, federal e estadual dos três poderes.


Os estudantes puderam assistir, também, a duas campanhas em vídeo, produzidas pelo Tribunal Superior Eleitoral que buscam defender e divulgar a segurança das urnas eletrônicas, através das quais são realizadas as eleições no país desde 1996.


A servidora Érica Dinis, por sua vez, explicou o que são e quais as finalidades das leis, além de apresentar a Escola do Legislativo da Câmara Municipal de Piracicaba "Antonio Carlos Danelon - Totó Danelon", que oferece gratuitamente à população atividades que promovem a educação cidadã, e o Parlamento Aberto, projeto que visa à transparência pública no legislativo.


Guiados por Érica, os alunos deram início à simulação de uma reunião ordinária, seguindo os protocolos regimentais, como a abertura da sessão, a leitura bíblica e a entrada das matérias a serem votadas. Na ocasião, o projeto discutido propunha a criação de um centro para a recolocação de pessoas em situação de rua.


Quatro estudantes puderam ocupar a Tribuna para argumentar de forma favorável ou contrária ao projeto de lei fictício. Os favoráveis justificaram a criação deste organismo, porém, com algumas ressalvas para também amparar pessoas formadas e com diplomas universitários que hoje perambulam pelas ruas. Já os contrários apontaram que o projeto de lei é incompleto e, que demandaria muito dinheiro para a construção. Ao final da simulação, os “vereadores” aprovaram o projeto de lei fictício com 6 votos contrários e 16 votos a favor.

Na formação da "Mesa Diretora": Maria Luiza Silva Almagro Castro (presidente), Arthur Bueno Gomes (vice-presidente), Guilhermo Augusto Lopes (1º secretário) e Beatriz Formazari Spoto Correa (2º secretário).


O aluno João Vitor Alipio defendeu a criação da lei. "Deve ser aprovada por representar inclusão social. Só temos motivos para sua aprovação", disse, ao também considerar que temos nas ruas pessoas com formação acadêmica e, que novamente deveriam ser inseridas no mercado de trabalho, bem como o poder público deve respaldar as demais pessoas.

Nikolas Henrique de Camargo considerou o projeto de lei muito fraco. "Temos que melhorar esta iniciativa, pois estas pessoas em situação de rua também precisam de apoio psicológico, pois a sua condição mental não está boa", disse.


Pedro Pettermann Arthur também registrou o seu voto a favor do projeto, por entender que estas pessoas estão alí não porque querem. "O centro poderá salvar vidas", alertou.


Victor Tabai Rossini se colocou contra o projeto, por achar a iniciativa incompleta. "A renda para o projeto será grande", ressaltou o estudante, que ainda fez a recomendação de se criar mais discussões sobre esta temática, em palestras e outras ações no sentido de orientação.


O professor Everton Souza, que responde pelo ensino religioso no Colégio Piracicabano falou em nome dos demais professores que acompanhou o grupo de 38 alunos que participaram do programa. "É uma oportunidade ímpar", destacou o educador ao agradecer o convite do vereador Pedro Kawai e, pelo Colégio ao permitir possibilidades de engrandecimento dos alunos pelo aprendizado adquirido.


Os professores: Erasmo Alves dos Santos (Matemática), Cleiton dos Santos Mattos (Química), Fabiana Hibeary Kiato Belini (Biologia) e Paulo Alberto Balbino da Costa (História), também reforçaram o acolhimento dos alunos na Câmara.


LIMEIRA - Giane Boscolo, coordenadora da Escola do Legislativo da Câmara Municipal de Limeira e Camila Locali, representante do Departamento de Arquivo desta mesmo edilidade acompanharam o desenvolvimento do programa Conheça o Legislativo. E, também foram recepcionadas pelo vereador Pedro Kawai, juntamente com a chefe do setor de Documentação e Arquivo da Câmara de Piracicaba, Giovanna Felini Calabria e da arquivista Dayane Cristina Soldan.


SERVIÇO - escolas que tenham interesse em participar do projeto Conheça o Legislativo podem entrar em contato com a Escola do Legislativo "Antônio Carlos Danelon - Totó Danelon" pelo telefone 3403-7129.





Texto: Martim Vieira - MTB 21.939

Supervisão: Rebeca Paroli Makhoul - MTB 25.992

14 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page